Games e HQs

Watchmen: The End is Nigh

Por: João Victor

Temos vivido uma época bastante farta no que diz respeito a adaptações de HQs para o cinema. Um exemplo clássico é o universo cinematográfico da Marvel, que não só inclui filmes como também séries de TV e Streaming. A Casa das Ideias vem, desde 2008, criando um universo cinematográfico coeso que pretende culminar na adaptação de um de seus maiores arcos de histórias nas HQs, a Guerra Civil, que, nos games, já foi adaptada em Marvel Ultimate Alliance 2 (2009).

Ultimate Alliance 2

Com as adaptações para as telas fazendo tanto sucesso, não demoraria para a indústria dos games perceber que os super heróis dos quadrinhos poderiam voltar a ser ótimos personagens para jogos, afinal quem não saiu do cinema querendo saltar pelos telhados de Gotham com seu Tumbler?

A indústria dos jogos digitais já havia tentado criar games baseados em HQs. Na década de 1990, a Blizzard lançou um beat ‘em up cujo protagonista era o Homem de Aço, intitulado “The Death and Return of Superman”, lançado para Super Nintendo (1994) e Mega Drive (1995). Nessa mesma época, os fliperamas estavam repletos de jogos inspirados nos quadrinhos, como Teenage Mutant Ninja Turtles (1989), X-Men Children of The Atom (1994), Marvel Super Heroes (1995) dentre muitos outros.

The Death and Return of Superman (1994)
Screenshot de The Death and Return of Superman (1994)

Com popularização deste universo, vimos o surgimento de grandes jogos baseados nos quadrinhos e em seus heróis, como a série Batman: Arkham (2009 a 2013), o Mortal Kombat vs.DC Universe (2008), o Injustice: Gods Among Us (2013), talvez as adaptações mais conhecidas e aceitas pelo público em geral.

Porém, não é só de grandes franquias que a indústria das HQs e dos videogames é feita. Também há espaço para histórias ambientadas em universos menos grandiosos, onde os super heróis, em sua maioria, são pessoas comuns que se cansaram de ficar de braços cruzados diante de um mundo cheio de injustiça e resolveram enfrentá-la. Neste espaço surge, pela mente de Alan Moore e pelas mãos de Dave Gibbons, o grupo de vigilantes conhecidos como Watchmen.

Watchmen
Watchmen: os vigilantes de Alan Moore e Dave Gibbons

A lendária HQ de 1986, considerada por muitos uma obra prima, vai muito além de uma historia sobre vigilantes mascarados. Trata-se, na verdade, de uma crônica ficcional sobre como a sociedade reagiria caso a injustiça e a violência fossem combatidas de forma não autorizada e, por vezes, violenta e exagerada, por pessoas comuns. Também é considerado o o impacto disso nas mais diversas esferas da sociedade. A obra mostra uma realidade em que as pessoas se sentem menos seguras com os vigilantes à solta, uma vez que eles se julgam acima da lei e do bem e do mal. É neste contexto que surge a célebre frase “Who watches the watchmen?” (“Quem vigia os vigilantes?” – tradução livre).

Who Watches the Watchmen
Quem vigia os vigilantes?

E é justamente este clima que é retratado na adaptação para o game Watchmen: The End Is Nigh (2009), lançado juntamente com a estreia da versão cinematográfica, para a qual o jogo é uma especie de prelúdio. Fiel à realidade apresentada na graphic novel, no jogo os personagens tem de enfrentar tanto capangas do crime organizado e membros de gangues quanto policiais que querem prendê-los por serem vigilantes. Vale lembrar que jogo e filme estão recheados do clima violento presente no enredo original.

Watchmen: The End is Nigh
Publicidade de Watchmen: The End is Nigh

Uma vez que o jogo foi desenvolvido para promover o lançamento do filme ele não se apresenta como uma grande produção da indústria dos games, mas é um beat ‘em up com gráficos bonitos e uma jogabilidade agressiva e divertida (embora um pouco repetitiva). O jogo ébastante fiel à obra original no que diz respeito ao clima, aos personagens e à estética, inclusive utilizando elementos dos quadrinhos para as cutscenes.

Trailer de Watchmen: The End is Nigh

Se você também é fã de Watchmen e de jogos não deixe de conferir os produtos da linha “Who controls the controllers” e os demais produtos na loja Player 2!

Who Controls the Controllers.Se quiser conhecer mais sobre Watchmen e sobre suas adaptações assista a análise feita pelo Zangado em seu canal no Youtube:

 

A fonte de todo o poder: a Triforce

Estátuas de Din, Farore e Nayru

Por: Luiza Gomes

Em 1986, nascia uma das mais bem sucedidas franquias de jogos de todos os tempos. Lançado para Nintendinho (NES), The Legendo of Zelda foi revolucionário pois apresentava história envolvente e personagens carismáticos além de um enorme ambiente a ser explorado. O elemento em torno do qual gira todo este universo é, sem dúvida nenhuma, a Triforce, a fonte do poder supremo. Ela se trata de uma relíquia sagrada deixada pelas mesmas deusas que criaram o reino de Hyrule – Din, Nayru e Farore – quando estas voltaram aos céus. Abençoado por suas criadoras, o artefato tem a capacidade de transformar em realidade todos os desejos daquele que o possuir, levando paz e equilíbrio ao mundo caso esta pessoa possua um coração puro, ou mergulhando o reino em caos e escuridão, caso o coração seja negro e ambicioso. Objeto de desejo de muitos, a Triforce nunca foi encontrada.

Estátuas de Din, Farore e Nayru
Estátuas de Din, Farore e Nayru presentes em Wind Waker

A relíquia é composta por três triângulos iguais, cada um contendo a essência de uma das três deusas. O triângulo superior é denominado Triforce do Poder e representa a deusa Din, criadora das terras. O da direita, Triforce da Coragem, contém a essência de Farore, a fonte de toda vida. O triângulo da esquerda, por sua vez, é denominado Triforce da Sabedoria e está associado à deusa Nayru, criadora das leis.

As deusas e a Triforce
As deusas e a Triforce presente em Twilight Princess

No entanto, segundo as lendas dos Sheikah (guardiões da família real de Hyrule), se aquele que detiver a Triforce não possuir as três forças – poder, coragem e sabedoria – em equilíbrio, a relíquia se dividirá em três partes, permanecendo com esta pessoa apenas o triângulo que representa aquilo em que ele mais acredita. As outras duas partes seriam destinadas a indivíduos escolhidos pelo destino.

A criação da Triforce mostrada em The Legendo of Zelda: Ocarina of Time.

Em Ocarina of Time, Ganondorf não conseguiu colocar as mãos na Triforce, mas você pode encontrar a relíquia mais cobiçada de Hyrule na loja do Player 2!

Será que você possui as três forças em equilíbrio?

joiastriforce
Visite nossa loja e descubra.

 

Fonte: < http://zeldawiki.org/Triforce&gt;

Boxing

Boxing

Por: Juliana Ribeiro

O Boxe ou Pugilismo é um esporte de combate praticado desde a antiguidade. Era uma modalidade olímpica, mas foi retirado por não promover fraternidade entre os competidores. Somente em 1920, é que o esporte volta oficialmente às competições olímpicas.

Boxe

Em julho de 1980, a produtora Activision lança um jogo que simula a prática do boxe, na qual somente os punhos podem ser usados para defesa e ataque. O jogo, desenvolvido para a plataforma Atari 2600, mostra um ringue visto de cima onde dois lutadores, um branco e outro preto se enfrentam em um round de dois minutos (o tempo dedicado às lutas reais para cada round são três minutos).

Boxing

A jogabilidade proposta pelo programador Bob Whitehead é bem simples. Quando um pugilista estiver perto o suficiente de seu oponente pode, pressionando o botão do controle, dar um soco em seu adversário. Socos mais próximos marcam dois pontos enquanto socos à distância marcam apenas um. Os jogadores lutam até que o tempo termine, e o vencedor será aquele que fizer mais pontos. Ou se um jogador fizer 100 pontos, então ele consegue um Knockout.

Quer experimentar o jogo?

Tente aqui.

Para homenagear esse jogo que fez parte da diversão da geração de crianças e adolescentes da década de 80, a Player 2 apresenta a bolsa boxing! Ideal para todos os dias e, também cabe todos os seus materiais esportivos ; )

Bolsa Boxing
Bolsa Boxing

Referências:

 http://www.infoescola.com/esportes/boxe-pugilismo/

http://content.espn.com.br/image/wide/622_e38a273f-65c3-3ad3-930b-9d9a98b9ddd7.jpg

Player 2

Player 2 é uma marca criada para aqueles que amam videogame e que desejam estender sua experiência para além das telas da TV ou computador, seja no seu modo de se vestir, de decorar ou em seus acessórios. Player 2 traz elementos dos jogos que todo mundo gosta para o dia a dia, com peças exclusivas ou artesanais, sempre primando pela qualidade de seus produtos!

Você não encontrou o produto que você queria? Ainda não viu nenhuma peça do seu jogo favorito? Não tem problema, afinal, nós aceitamos encomendas! Basta nos enviar um email para comunicaplayer2@gmail.com explicando direitinho o que você quer e alguma foto de referência para nos ajudar.

Não deixe de nos acompanhar em nossas redes sociais para ficar por dentro das novidades.