História do videogame (década de 1980)

Por: Luiza Gomes

É na década de 1980 que Pac-man, o arcade mais famoso de todos os tempos é lançado pela Namco. Seu criador, Toru Iwatani, tinha um público alvo em mente, até então pouco explorado, quando criou o jogo: meninas. Pesquisas com garotas japonesas mostraram que elas tinham preferência por doces, objetos coloridos e bichinhos carismáticos e engraçados. Pac-man reuniu todos estes elementos em um jogo com gráficos bastante coloridos e um protagonista inspirado em uma pizza.

Pac-man (Arcade, 1980) gameplay

Enquanto isso, a Nintendo abre uma filial nos Estados Unidos e contrata Shigeru Myamoto para criar um novo jogo. É então que surgem, em 1981, os personagens Donkey Kong e Jumpman, mais tarde tendo seu nome mudado para Mario. O grande diferencial do encanador italiano foi o fato dele ter sido o primeiro personagem de jogo com características humanas bem marcantes: ele era baixinho, gorducho e possuía um farto bigode.

Donkey Kong (Arcade, 1981)
Donkey Kong (Arcade, 1981): a primeira aparição de DK e Mario

O mercado de jogos era promissor, mas visando apenas o lucro, diversas empresas começaram a produzir em grande quantidade jogos de baixa qualidade e pouco criativos. O mercado fica saturado com tantos jogos ruins como as versões de Pac-Man e o famigerado E.T., lançados pela Atari, que a partir de 1982 passa a enfrentar uma fase ruim. Devido às péssimas vendas dos jogos lançados e sem saber o que fazer com eles, a empresa enterrou todo o seu estoque em um deserto dos Estados Unidos. Em 2014, uma escavação patrocinada pela Microsoft realizada no deserto do estado do Novo México, nos Estados Unidos, encontrou os jogos enterrados. As vendas ruins e a decepção dos jogadores era um claro indício de que a indústria de videogames precisava se reinventar e buscar novas tecnologias.

Gameplay do jogo E.T. para Atari 2600.

Devido à popularização e versatilidade (com eles era possível estudar, trabalhar e até jogar) dos computadores em 1984, já não fazia sentido gastar dinheiro com consoles caros e desatualizados. Além disso, revistas especializadas em computação ofereciam novos programas e jogos a cada edição, muito mais baratos que os chatos e repetitivos jogos de cartucho. O resultado disso foi a queda vertiginosa das vendas de consoles e acontece, então, o temido game over para grande parte das empresas deste setor. É neste mesmo ano que há o lançamento para computador de um dos maiores sucessos da história dos jogos digitais: Tetris. Devido à política comunista vigente na época, seu criador, o russo Alexey Pajitnov não recebeu absolutamente nada com as vendas de seu jogo.

Tetris (Gameboy, 1989) Demo

Nem tudo, porém, estava perdido. Enquanto algumas empresas enfrentavam o declínio iminente, em 1983, a Nintendo lança um novo console batizado de Family Computer ou Famicom. Em 1986 o novo dispositivo passa a ser comercializado nos Estados Unidos com o nome de Nintendo Entertainment System ou NES. O Nintendinho (como ficou conhecido no Brasil) foi o pivô da recuperação da indústria dos videogames pois foi o primeiro console a aceitar oficialmente jogos terceirizados. Além disso seu lançamento foi acompanhado de um clássico dos videogames criado por Shigeru Myiamoto: Super Mario Bros.

NES Famicom

Famicom e NES: tábua de salvação para a indústria dos videogames

Ainda em 1986, a SEGA entra no mercado americano com o Master System e lança o mascote Alex Kidd para competir com Mario, sem grande sucesso. Curiosamente no Brasil o console é lançado pela Tec Toy se torna muito popular devido à falta da concorrência oficial da Nintendo. A Atari também tenta se restabelecer no mercado mas é massacrada pela empresa nipônica que já vendia dez vezes mais que seus competidores juntos e se afirma de vez no mercado com o lançamento de The Legendo f Zelda, também criado por Shigeru Myiamoto. O jogo foi revolucionário pois permitia ao usuário salvar seu progresso, possuía história envolvente e personagens carismáticos, um enorme ambiente a ser explorado e, o principal, apresentava a evolução do protagonista. Os jogos passam a explorar os sentimentos humanos causando nos jogadores sentimentos de raiva, alegria e medo.

The Legendo f Zelda (NES) gameplay

Em 1988, a Capcom lança o primeiro Street Fighter e a Atari acusa a Nintendo de praticar monopólio, controle de preços e bloqueio eletrônico, inviabilizando a criação de jogos por terceiros não autorizados. As brigas judiciais entre Atari e Nintendo marcam o ano de 1989. A Atari consegue o direito de produzir jogos para o NES lançando uma versão aperfeiçoada de Tetris para Game Boy que consagrou o jogo como um dos mais populares de todos os tempos. Mesmo assim é a gigante nipônica que vence a batalha nos tribunais e os cartuchos da Atari saem do mercado.

Fonte: NERY, Marcelo. Fundamentos de Jogos Digitais. [S.l.]. 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s